quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

No dia em que ele saiu de “casa”

Até o dia 20 de novembro, a melodia e a letra da música “No dia em que eu saí de casa”, de Zezé di Camargo e Luciano, faziam parte da vida de Fernandes apenas como gosto musical. Mas, a partir de agora, a primeira frase desta canção pode retratar um dos episódios mais difíceis da carreira dele como jogador: a não renovação do contrato com o Figueirense.

Em junho de 1999 Fernandes chegou ao clube e logo conquistou a torcida, que considera sua família, e se tornou o ídolo do Figueirense, para ele, a sua casa. Alguns meses depois foi campeão catarinense, o primeiro dos cinco. É o maior artilheiro do Furacão com 108 gols. É o terceiro jogador que mais vestiu a camisa do Figueira, com 403 partidas. Por todo feito no clube e para o clube, recebeu prêmios importantes, como a Medalha Thomaz Chaves Cabral, Cidadão Honorário de Florianópolis e o Prêmio Ney Pacheco.

Com essa trajetória, Fernandes se consolida como um dos nomes mais marcantes nos 91 anos de história do Figueirense Futebol Clube.

Como diz a música, “Eu bem queria continuar ali, mas o destino quis me contrariar...”. É uma saída honrosa, mas como toda saída, representa um adeus – ou um até breve.

Confira o vídeo com algumas fotos dessa trajetória e de fundo a música que Fernandes mais gosta:

 

Torcedores demonstram sua admiração por Fernandes

Por tudo que Fernandes fez pelo Figueirense Futebol Clube, por todas as conquistas, marcas, jogos, gols, passes... Pela simplicidade, pelo caráter, humildade, o ídolo conquistou o carinho e a admiração de muitos, podemos dizer, TODOS, os torcedores alvinegros.

Marja Luiza Wojcikiewicz Lazeresqui, 53 anos, é sócia do Figueirense desde 1972, e sempre acompanhou a carreira de Fernandes.

 Confira:
 

Eduardo Corrêa Silva, 19 anos, alvinegro desde pequeno, é sócio do Figueirense desde 1999, quando o ídolo chegou ao clube. Para ele, o momento mais marcante de Fernandes foi o 100º gol.

 Confira:
  

Fábio Leonardo Ramos Salvador, 22 anos, é sócio do Figueirense desde 2005. O que o alvinegro mais admira no Fernandes é o caráter.

 Confira:
 

Eduardo Kretzer, 22 anos, sócio do Figueirense desde 2002, é muito fã de Fernandes e as lembranças do campeonato de 1999 estão na memória do alvinegro que era pequeno quando o ídolo chegou ao clube.

 Confira:
 

O alvinegro Jorge Luiz Souza Filho, 15 anos, não é sócio do Figueirense porque o pai não quer. Para ele, assim como para Eduardo Corrêa Silva, o momento mais marcante foi o 100º gol.

 Confira:
 

Mas Fernandes não conquistou apenas a admiração dos alvinegros. Muitos avaianos consideram o jogador o ídolo do futebol catarinense.

Cainã Margarida Nunes, 21 anos, é avaiano, sócio do clube desde 2006, e admira o Fernandes pela tranquilidade que ele tem, que é importante não só para o futebol dele, mas para o grupo. 

Confira:

Fernanda Schuch Strunck, 25 anos, avaiana e sócia desde 2009, admira o caráter e a forma que ele se importar com o clube.

 Confira:
 

Bruno Alfred Strunck, 40 anos, sócio do Avaí desde 2008, considera Fernandes um maestro, o jogador que olha e sabe o que fazer dentro de campo.

Confira:
  

"Sonho realizado. Fernandes, você é 1000." (Maria Cristina Corrêa Silvano)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

A torcedora Maria Cristina Corrêa Silvano encaminhou várias fotos com o jogador Fernandes. Os afilhados de Maria Cristina tinham o sonho de fotografar com Fernandes, e conseguiram na tarde de autógrafos com Wilson e Fernandes, realizada na Figueirense Store do Centro, dia 07/04/2011.


O sobrinho João Victor, de 8 anos, tirou foto no treino antes do clássico realizado no Scarpelli.


O filho da alvinegra, Thiago Silvano, conseguiu tirar uma foto com o ídolo no Jogo da Despedida. Ele tem 24 anos e acompanhou toda a trajetória do Fernandes no Figueirense.


E, finalmente, a foto de Maria Cristina com o ídolo e o marido, Marcelo Darcy Silvano.


Maria encaminhou um e-mail com o seguinte texto: "Gostaria de registrar a satisfação e a emoção sentida ao realizar o meu sonho de conhecer e fotografar com o maior ídolo-artilheiro do Figueirense. Eu e o meu esposo participamos do evento alusivo ao centésimo gol de Fernandes “A noite de autógrafos”. Tenho certeza que aquela noite será inesquecível para todos os que compartilharam daquele momento maravilhoso com o "nosso" talismã, o Fernandes. Fiquei muito emocionada e com as pernas bamba, cheguei perto dele , e então meu esposo disse –lhe que eu estava realizando um sonho. Fernandes ficou também emocionado e nos presenteou com um lindo sorriso e um abraço carinhoso. 

Fernandes, além de ser o maior artilheiro, de ser o maior artilheiro da história do Figueirense, é um excelente profissional com uma qualidade indiscutível e invejável. É exemplo de homem, caráter, humildade, simplicidade, carisma, educação e ainda uma qualidade que poucos profissionais tem, o respeito pelos adversários.

Participamos do jogo de despedida dos ídolos, foi um evento mágico, mas, não encaramos como uma despedida, e sim como uma homenagem a quem tantas vezes nos deu alegrias atuando e honrando o nosso manto com tanto amor e dedicação ao longo desses 13 anos. Vai ser muito difícil para nós torcedores irmos aos jogos no Scarpelli e não vermos mais aquele toque de bola refinado e habilidade que só o nosso eterno camisa 10 nos mostrava. Fernandes faz parte da história do Figueirense assim como Figueirense faz parte de Fernandes. Ele é a alma da nossa torcida, sem ele perdemos nossa referência . 

Tenho esperança de vê-lo num futuro –breve de volta á “ sua casa” o Scarpelli como ele mesmo sempre fazia questão de mencionar. Não encontro palavras para descrever e agradecer tudo o que Fernandes, fez, pelo nosso Figueirense. 

Uma coisa é certa, Fernandes sabe que os verdadeiros alvinegros jamais o esquecerão e que uma história de amor e dedicação nem mesmo mais avançada tecnologia conseguirá inventar uma borracha que consiga apagá–la. 

Fernandes obrigado por tudo que Deus te proteja e ilumine sempre você e toda sua família". (Cristina e Marcelo Silvano)

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado, Lucas Barsch, Claudia Schwinden, Eduardo Antônio de Souza, Caio Figueiredo, Jadna de Souza, Elizandra Corrêa, Amanda Meurer, Beatriz Meurer e Coimbra Silva deixaram registrada a sua foto.

Fernandes nunca ganhou cartão vermelho

Foram raros, praticamente inexistentes, os momentos que se viu Fernandes com o humor alterado dentro de campo, fazendo uma falta mais forte ou indo na direção do árbitro reclamar. É por essas e por outras, que Fernandes nunca ganhou um cartão vermelho e são poucos os amarelos*.

Clésio Moreira dos Santos, mais conhecido como Margarida, avalia a conduta de Fernandes dentro de campo como exemplar. “Ele sempre se preocupou com a condição da equipe, em fazer o bem para o time, deixando de reclamar de uma possível infração e até mesmo de uma falta mais brusca que tomasse”.

Margarida ainda compara, tirando um pouco do glamour, o ídolo alvinegro com Zico. Atletas que sempre tiveram uma conduta respeitada dentro de campo.

Foto: Reprodução do Jornal Oi São José
Confira o que o árbitro falou do meia:

Luiz Orlando de Souza, o 3º árbitro que mais apitou clássico – foram 27 –, afirma que, a nível de futebol catarinense, Fernandes é diferenciado dos demais. “Dificilmente fazia uma falta, não era jogador explosivo, sempre foi um atleta de bom comportamento”.

Confira o que Luiz Orlando falou do atleta:

* O número exato não foi encontrado. No site da Wikipédia mostra que Fernandes recebeu apenas 10 cartões amarelos. O primeiro amarelo foi no jogo n° 153, diante do Cruzeiro em junho de 2004 (0x0 pela Série A) e o 10° foi em 2009, no jogo considerado n° 300 pelo clube, terminado em 3x1 pro Fortaleza. Porém, o bibliotecário do Memorial do clube não soube confirmar esse dado.

"Fernandes é ídolo" (Coimbra da Silva)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

Coimbra da Silva mandou a foto do filho Luciano Coelho Júnior que foi batida no dia da Despedida dos Ídolos, no Kretzer Soccer Indoor, porém na parte da manhã, quando o ídolo foi visitar os jogadores mirins.

Foto: Arquivo pessoal

O pai afirma que Luciano é muito fã de Fernandes.

Encaminhe também a sua foto ou conte sobre o seu momento com o ídolo. Mande e-mail para blogfernan10@gmail.com, com seu nome completo, idade, onde foi a foto (ou o momento do encontro) e, se quiser, uma legenda.

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado, Lucas Barsch, Claudia Schwinden, Eduardo Antônio de Souza, Caio Figueiredo, Jadna de Souza, Elizandra Corrêa, Amanda Meurer e Beatriz Meurer já deixaram registrada a sua foto, confira! Lembrando que, se você não é torcedor do Figueirense, mas admira o profissional Fernandes, pode encaminhar também.

PARTICIPE!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Técnicos explicam Fernandes em campo

Enquanto esteve no Figueirense, muitos técnicos passaram pelo clube e treinaram Fernandes.

 Abel Ribeiro 
O primeiro que trabalhou com Fernandes foi Abel Ribeiro. Abel revela que, quando o jogador chegou ao clube, ele era atacante, porém como o Figueirense já tinha Genílson e Aldrovani, então foi feita uma adaptação no Fernandes como meia.

 

"Jogador participativo e que dava velocidade". "Atleta que nunca perdeu qualidade técnica". É assim que Abel Ribeiro qualifica o ídolo em campo.

 

O meia quando chegou era banco. Teve a oportunidade de atuar dois jogos seguidos, já que Júlio César, na época, tinha se machucado, e depois desse momento, não largou mais a camisa 10.

 

Sobre o futuro do jogador, Abel imagina o ídolo não dentro de campo, mas em uma área de gerenciamento de futebol, algo dentro do Figueirense, pois no mundo do futebol é raro ter um atleta com a identidade do Fernandes.

 

Adílson Batista

Foto: Luiz Henrique/Figueirense Futebol Clube

Adílson Dias Batista treinou o Figueirense em 2005, 2006, no qual foi campeão catarinense, e em 2013 estará de volta ao clube catarinense.

O treinador avalia Fernandes como um jogador com inteligência de jogo, raciocínio rápido e frio para decidir. E quando chegou no clube, o ídolo se demonstrava cada vez mais importante, principalmente por estarem num momento difícil.

- Quando cheguei ao clube estávamos em um momento difícil,tínhamos vários jogadores experiente e a sua presença foi muito importante pela identificação com o Figueirense, sempre querendo ajudar e sendo positivo para o restante do grupo acreditar na permanência na Série A.

Adílson conquistou com o Figueirense o Campeonato Catarinense 2006, e na opinião do técnico, a atuação de Fernandes foi fundamental.

- Sendo comprometido, exercendo sua influência nos que chegaram, mostrando a importância de se jogar no Figueirense e sempre pensando no melhor para o grupo.

Para o treinador, a carreira do Fernandes é muito bonita, de profissionalismo, ética, respeito aos companheiros e vencedora e acredita que o ídolo ainda pode contribuir muito para o futebol.

- O futebol precisa de pessoas como o Fernandes. Integro, sério e eu tenho a certeza que daqui alguns anos estará participando e contribuindo para o nosso futebol em uma comissão técnica.

Adilson Dias Batista aproveitou e deixou um recado para o ídolo.

- Que Deus Ilumine seu caminho e muito obrigado pela convivência em um momento importante e difícil para todos nós que gostamos do clube. Sempre tive muito respeito por você.

Alexandre Gallo 
Alexandre Tadeu Gallo foi técnico do Figueirense em 2007 e 2008. Conquistou o título do estadual de 2008, último título que o Figueirense teve.

Foto: Reprodução do site oficial do Náutico,
clube que Gallo defende.

Para Gallo, Fernandes é uma pessoal espiritualizada, um ser diferente. Tecnicamente muito bom, com espírito de liderança. 



Apesar de ter se machucado no final do Campeonato Catarinense em 2008, o ex-técnico afirma que Fernandes foi o melhor em campo.



Além da capacidade técnica, garra, disposição e o querer vencer, o que Gallo admira no atleta é o caráter.


Na opinião de Gallo, o futuro de Fernandes também será dentro do Figueirense. Ele não o vê em campo, como técnico ou auxiliar, mas algo dentro do clube.


Recado de Gallo para Fernandes:


Márcio Goiano
Márcio de Azevedo treinou o Figueirense em 2010, 2011 e 2012.

Goiano aponta as características pessoais e profissionais de Fernandes, e chega a comparar o ídolo alvinegro com Zico, na questão de jogadores diferenciados, que se movimenta muito bem, que finaliza bem.

 

 Sobre o futuro de Fernandes, Márcio Goiano torce para que ele fique dentro do futebol, pois o esporte precisa de pessoas como ele.


 

 Além de ter treinado Fernandes, em 2001, 2002, 2003 e 2004 atuou com o ídolo no Figueirense, e em 2000, jogou contra e ainda trocou a camisa com ele.

 

 Mensagem de Goiano para Fernandes:

"Ele vai fazer muita falta" (Amanda Meurer)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

Amanda Meurer, de 13 anos, e Beatriz Meurer, 7 anos, encaminharam essas fotos que foram batidas no dia da Despedida dos Ídolos, no Kretzer Soccer Indoor.


Beatriz Meurer
Foto: Arquivo pessoal
Amanda Meurer
Foto: Arquivo pessoal
Para elas, o jogo de Despedida dos Ídolos foi um momento especial e marcante. "Gostaria de dizer que a Despedida dos Ídolos foi muuuuito boom, vou sentir falta do Fernandes no Figueira, ele vai fazer muita falta. :(" (Amanda Meurer)

Encaminhe também a sua foto ou conte sobre o seu momento com o ídolo. Mande e-mail para blogfernan10@gmail.com, com seu nome completo, idade, onde foi a foto (ou o momento do encontro) e, se quiser, uma legenda.

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado, Lucas Barsch, Claudia Schwinden, Eduardo Antônio de Souza, Caio Figueiredo, Jadna de Souza e Elizandra Corrêa já deixaram registrada a sua foto, confira! Lembrando que, se você não é torcedor do Figueirense, mas admira o profissional Fernandes, pode encaminhar também.

PARTICIPE!

Jogadores comentam a atuação de Fernandes em campo

Nesses 13 anos de Figueirense Futebol Clube, Fernandes atuou ao lado de muitos jogadores e também jogou contra muitos, inclusive ídolos do maior rival, o Avaí.

André Santos
André Clarindo dos Santos, conhecido como André Santos, atuou no Figueirense de 2002 a 2004 e em 2007. Hoje é o lateral-esquerdo joga no Arsenal da Inglaterra.

Para o jogador, foi um prazer atuar do lado de um profissional como o Fernandes. Uma pessoa de caráter, humilde e um excelente profissional.

 

André afirma que foi uma experiência muito grande atuar com o meia e pode aprender tudo que ele representa tanto dentro de campo, como fora. Receber conselhos dele foi muito importante.

 

Apesar da distância – André mora na Inglaterra –, sempre que os dois se encontram matam a saudade, conversam sobre várias coisas e relembram o passado. No dia da gravação (25/09/2012), inclusive, André foi ao treino e os dois conseguiram conversar um pouco.

 

Para o lateral, a qualidade que Fernandes tem é incrível. Ele acompanha sempre pela internet e vê o esforço do jogador em fazer e dar o melhor de si para o Figueirense.

 

 Sobre o futuro de Fernandes, André Santos afirma que o jogador será muito realizado.

 

Botti
Raphael José Botti, mais conhecido como Botti, jogou com Fernandes no Jeonbuk Hyundai Motors, na Coreia do Sul, em 2003, e, nesse ano, voltou a atuar em campo com Fernandes pelo Figueirense.

Foi um privilégio para Botti atuar com o Fernandes. Logo que o meia chegou na Coreia, ele já percebeu as qualidades do ídolo.
 

Botti, também meio campo, aprendeu com o ídolo dentro de campo a maneira de se posicionar e maneira de raciocínio. Já fora de campo, ele acredita ter feito uma boa amizade.
 

O meia acredita que Fernandes tem uma carreira bem encaminhada e afirma que o ídolo terá um futuro brilhante.
   

Botti agradece ao Fernandes pelo tempo que passaram juntos, alguém que ele sabe que sempre pode contar.
 

Túlio
O volante Túlio Lustosa Seixas Pinheiro atua com Fernandes no Figueirense desde 2010. Mas também já atuou contra, quando jogava no Botafogo. Para Túlio, atuar com um jogador que tem uma qualidade a cima da média dos outros jogadores sempre é muito fácil, e ele aproveita esse bom posicionamento para facilitar o trabalho dele.

 

 A maior qualidade de Fernandes, para o volante, é a tranquilidade, independente da situação, do que está acontecendo dentro de campo, o jogador é sempre tranquilo e passa essa tranquilidade aos demais jogadores.

 

Como a maioria das pessoas desejam, Túlio também quer que o futuro do ídolo seja dentro do Figueirense, pois o clube precisa de pessoas ali dentro que gostem e tenham identificação tanto com o torcedor quanto com o time, como o meia tem.

 

Túlio, assim como Botti e Wilson, agradece a Fernandes por tudo e destaca as qualidades do jogador que fazem ele ser ídolo e nem por isso quer aparecer mais que os outros.

 

Wilson
Wilson Rodrigues de Moura Júnior, o grande e eterno goleiro do Figueirense, atuou com Fernandes desde 2007. Para o goleiro, falar de Fernandes dentro de campo é chover no molhado. Todos sabem que ele é um jogador diferenciado, que ele dá uma qualidade a mais na equipe e sua experiência ajuda a todos.

 

 Wilson acredita que, quando Fernandes encerrar carreira, trabalhe dentro do clube, tenha um cargo dentro do Figueirense, pois ninguém consegue imaginar o ídolo longe do time.

 

 Wilson só tem a agradecer tudo que o jogador fez por ele, sempre apoiando, incentivando e também pelo o que ele fez pela torcida e pelo clube.

 

Marquinhos 
Marcos Vicente dos Santos, o Marquinhos, atual Grêmio, ex-Avaí, afirma que como atleta, Fernandes é uma pessoa que dispensa comentários. Apesar das lesões é um jogador de alto nível. Um exemplo de jogador e de pai de família.
 

Os dois meias disponibilizaram suas imagens para a escolinha do Kretzer Soccer Indoor e então sempre estão trocando ideias e conversando.
 

Quando Fernandes atuava contra o Avaí, o time já se preparava para marcar o ídolo alvinegro, pois sabia que uma hora ou outra a bola poderia estar procurando ele pelo bom posicionamento e o gol poderia sair.
 

Marquinhos e Fernandes atuam na mesma posição. Ambos são meias. Apesar de Fernandes chegar mais na bola e Marquinhos trabalhar mais a bola, o ídolo do Avaí afirma que se espelhava em algumas jogadas de Fernandes, no jeito dele se posicionar e lamenta os dois não terem jogado pelo mesmo time, pois seria um boa dupla.
 

Marquinhos ficou muito triste pela falta de respeito que fizeram tirando Fernandes do Figueirense. Um ídolo tem que ser tratado com respeito, ainda mais uma pessoa como o meia alvinegro.
 

Para o ídolo avaiano, Fernandes teria condições sim de jogar uma série B e poderia até fazer o Figueirense voltar a elite do futebol brasileiro.
 

Marquinhos deseja muito sucesso e saúde para Fernandes, pois sucesso ele tem, qualidade ele tem, força de vontade sempre teve. Que ele siga com a carreira vitoriosa como sempre teve.
 

Evando
Evando Spinassé Camillato, o “iluminado” Evando, ex-Avaí, afirma que como atleta dispensa comentários. Foi uma pessoa que sempre somou aspectos dentro e fora de campo para o futebol catarinense.



Para Evando, jogadores como Fernandes sempre tiveram respeito dentro de campo e garante que ele deu trabalho.

  

 Na opinião do “iluminado”, o Figueirense perdeu um grande jogador.

 

Evando deseja que Deus abençoe Fernandes e que ele tenha muito sucesso e o parabeniza por tudo que ele fez pelo Figueirense.

 

Emerson
Emerson Santos da Silva, atual zagueiro do Coritiba, esteve no Avaí em 2008, 2009 e 2010 e também se tornou ídolo.

Guerreiro, sério e dedicado. É assim que o ex-Avaí define Fernandes.



O ídolo alvinegro era considerado pelo rival, o Avaí, um jogador diferenciado, não poderia dar espaço dentro de campo pois era inteligente e fazia boa jogadas.



Para Emerson, a marcação em Fernandes tinha que ser muito forte.



O zagueiro acredita que o clube deveria ter reconhecido melhor o ídolo que tem, pois ele merece. Ele sabe o que é ser ídolo, ele sabe o que é amar um clube.



Emerson deixou também uma mensagem para Fernandes desejando tudo de bom, que Deus continue abençoando ele e a carreira.

"Fernandes, meu rei!" (Elizandra Corrêa)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

Elizandra Corrêa, 17 anos, encaminhou essa foto que foi batida no dia da Despedida dos Ídolos, no Kretzer Soccer Indoor.

Foto: Arquivo pessoal

Ela ainda conseguiu conversar e entregar uma carta para o ídolo. "Fernandes um símbolo de FORÇA, GARRA E PAIXÃO. Essas são algumas palavras que resumem o sentimento de um eterno gavião!! Fernandes, uma pessoa MARAVILHOSA, HUMILDE, COM GARRA, AMOR PELA CAMISA E PELO FIGUEIRENSE, ENFIM... Um ídolo ilustre de toda uma nação, um guerreiro que tem o sorriso mais puro, lindo e sincero que conheço. Eu consegui enfim mostrar todo o meu sentimento em belas palavras para o eterno gavião. E espero muito mesmo que ele volte logo pro lugar que nunca deveria ter saído. Meu Ídolo que espero ver muito breve!!"

Encaminhe também a sua foto ou conte sobre o seu momento com o ídolo. Mande e-mail para blogfernan10@gmail.com, com seu nome completo, idade, onde foi a foto (ou o momento do encontro) e, se quiser, uma legenda.

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado, Lucas Barsch, Claudia Schwinden, Eduardo Antônio de Souza, Caio Figueiredo e Jadna de Souza já deixaram registrada a sua foto, confira! Lembrando que, se você não é torcedor do Figueirense, mas admira o profissional Fernandes, pode encaminhar também.

PARTICIPE!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

"Acho que eu morreria se não conseguisse uma foto com ele" (Jadna de Souza)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

Jadna de Souza, 23 anos, encaminhou essa foto que foi batida no dia da Despedida dos Ídolos, no Kretzer Soccer Indoor.

Foto: Arquivo pessoal

Para a estudante foi um momento muito especial, pois faltou a aula para ficar perto do seu ídolo. "Foi emocionante, não fui para a faculdade nesse dia para poder ficar pertinho do meu ídolo. Acho que eu morreria se não conseguisse uma foto com ele."

Encaminhe também a sua foto ou conte sobre o seu momento com o ídolo. Mande e-mail para blogfernan10@gmail.com, com seu nome completo, idade, onde foi a foto (ou o momento do encontro) e, se quiser, uma legenda.

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado, Lucas Barsch, Claudia Schwinden, Eduardo Antônio de Souza e Caio Figueiredo já deixaram registrada a sua foto, confira! Lembrando que, se você não é torcedor do Figueirense, mas admira o profissional Fernandes, pode encaminhar também.

PARTICIPE!

Comentaristas esportivos de Santa Catarina falam sobre carreira de Fernandes

Roberto Alves
Vitoriosa. É assim que o apresentador, comentarista e ex-narrador do Grupo RBS, Roberto Alves, avalia a carreira de Fernandes no Figueirense.

 

Roberto acredita que o que fez o jogador se tornar ídolo do Figueirense é a qualidade, o caráter, o amor ao clube e a postura dentro e fora de campo.

 

Na avaliação do comentarista, o meia foi o maior de todos os ídolos da história do Figueirense, não há comparação com qualquer outro nome.

 

O ex-narrador acredita que o ídolo teria condições de jogar mais um ano e que a saída dele do clube foi muito tal encaminhada, não respeitaram a história de Fernandes dentro do Figueirense

 

Títulos, clássicos, entrevistas brilhantes e inteligentes, gols. Esses momentos que o atleta viveu no clube marcaram Roberto Alves.

 

Miguel Livramento
Para o comentarista do Grupo RBS, Miguel Livramento, a carreira de Fernandes é dividida em duas fases: craque e contusões. Como jogador é bom, mas clinicamente deixou a desejar.

 

Os bons jogos, as participações nos clássicos e as conquistas. Esses fatores que, na opinião do comentarista, fizeram o jogador se tornar ídolo do clube.

 

 Nos últimos 20 anos, Miguel acredita que não passou ninguém pelo Figueirense que tivesse a categoria de Fernandes.

 

Em relação à saída do Figueirense, na opinião do comentarista, o processo foi mal encaminhado e o clube pisou em alguém que é um exemplo para a juventude, principalmente do time.

 

Para Miguel Livramento, o momento mais marcante da carreira do ídolo no clube foi no ano em que Figueirense conquistou o acesso e o jogador teve participação importante.

 

Polidoro Júnior
Apesar das lesões, o colunista, apresentador, comentarista e ex-repórter do Grupo RIC, Polidoro Júnior, afirma que a carreira de Fernandes no Figueirense foi fantástica, porém a saída foi triste. Mas acredita que Fernandes que saberá diferenciar que, por causa de dois ou três dirigentes, vai apagar o que ele fez pelo clube.

 

Tempo de casa, conquistas, gols, profissionalismo. São esses os fatores que Polidoro aponta como fundamentais para que o jogador se tornasse ídolo do Furacão do Estreito.

 

Os momentos mais marcantes para o comentarista foram as conquistas, os títulos, quando ele estava inteiro dentro de campo, a liderança, as entrevistas e as mensagens.

 

Claudionir Miranda e Sérgio Murilo
Em um bate-papo descontraído, os comentaristas e narradores da TV Band, Claudionir Miranda e Sérgio Murilo comentam sobre a carreira de Fernandes no Figueirense. Sérgio Murilo lembra que quando o jogador chegou ao Figueirense, ele era repórter e já percebeu as qualidades do atleta, que afirma ter tido uma carreira positiva. Para Claudionir Miranda, o Fernandes participou de um divisor de águas do futebol catarinense. Quando ele estava em campo, você tinha certeza que teria uma jogada desconcertante, um drible bom.

 

Para Sérgio Murilo, o ídolo não basta ser bom jogador dentro de campo, tem que ter algo mais, um carinho especial, um caráter, uma forma especial de tratar seu torcedor.

 

Claudionir afirma que Fernandes é o cara. A personalidade dele, o caráter e a forma de tratamento com qualquer pessoa é sempre igual. Ele será para sempre Fernan10, Fernan100. O comentarista ainda lembra que quando queria pegar uma informação um pouco mais picante, ia em Fernandes, tentava tirar alguma coisa dele, mas não adiantava, Fernandes não falava, é muito difícil ver o meia falando mal de alguém.

 

 Em relação a saída do ídolo do Figueirense, Sérgio afirma o clube tem direito de encerrar contrato com qualquer jogador, mas Fernandes não é qualquer jogador, ele é ídolo, e ídolo tem que ser muito bem tratado e poderia renovar até o Campeonato Catarinense. Claudionir viu de uma forma lamentável, apesar do jogador ter dificuldades e não conseguir mais atuar da mesma forma de antes.

 

 O 100º gol foi um dos momentos que mais marcou Sérgio Murilo, além do que ele teve a sorte de narrar essa marca histórica para Fernandes e para o Figueirense. E, nesse mesmo dia, a Band FM proporcionou um encontro do jogador com o Albeneir. Já para Claudionir, os campeonatos estaduais foram muito marcantes, mas o jogo contra o Marcílio Dias, onde mais uma vez Fernandes teve um grande destaque, foi o momento mais marcante.

 

domingo, 9 de dezembro de 2012

Pais batizam filho com "Fernandes" no nome

A admiração pelo ídolo Fernandes é tanta que Juliano Postal, 33 anos, e Carmem Lucia Machado, 37, colocaram no nome do filho "Fernandes", uma forma de agradecer e homenagear o jogador por tudo que ele fez pelo Figueirense.

- “FERNAN10” para mim é o grande ídolo do Figueira, é o maior artilheiro do clube, é um jogador identificado com a torcida, que sempre veste a camisa com muita vontade e orgulho, coisa que hoje em dia é muito difícil de encontrar no futebol, poucas torcidas hoje em dia tem um ídolo em atividade em seus times – afirma Juliano.





O pequeno Lucas Fernandes Postal, de 1 ano e 8 meses, não vai ter a oportunidade de assistir o meia atuando pelo Figueirense, mas quando ele crescer e perguntar para o pai porque do Fernandes no seu nome, Juliano terá orgulho de dizer que é em homenagem ao cara que fez ele pular mais de 100 vezes.


Fotos: Arquivo pessoal

Os “Fernandes” ainda não se conhecem pessoalmente, e a mãe de Lucas gostaria muito de apresentá-los.

- Gostaria muito de convidá-lo para ir ao batizado do Lucas (que ainda não aconteceu). Melhor ainda se pudesse ser na capela do Figueira, no Orlando Scarpelli – explica Carmen. O casal só tem a agradecer ao jogador por tudo que ele fez pelo clube de coração.

- Obrigado por tudo “FERNAN10”, tenho certeza que ainda veremos você vestindo a nossa camisa 10 antes de encerrar essa linda carreira dentro do nosso querido Figueira – conclui Juliano.

"Fernandes, o eterno camisa 10 do Figueira!" (Caio Figueiredo)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

Caio Figueiredo encaminhou essa foto que foi batida no dia da Despedida dos Ídolos, no Kretzer Soccer Indoor.

Foto: Arquivo pessoal

Para ele, o meia não é ídolo só pelo grande futebol, mas pelo grande homem que é. "Valeu pelas tantas alegrias que você, Fernandes, deu para os torcedores do Figueira, em especial para mim e para minha família. FERNANDES, O ETERNO CAMISA 10 DO FIGUEIRA!"

Encaminhe também a sua foto ou conte sobre o seu momento com o ídolo. Mande e-mail para blogfernan10@gmail.com, com seu nome completo, idade, onde foi a foto (ou o momento do encontro) e, se quiser, uma legenda.

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado, Lucas Barsch, Claudia Schwinden e Eduardo Antônio de Souza já deixaram registrada a sua foto, confira! Lembrando que, se você não é torcedor do Figueirense, mas admira o profissional Fernandes, pode encaminhar também.

PARTICIPE!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Participação no programa Clube da Bola

Na tarde deste sábado (8), estive no programa Clube da Bola, da RIC Record, divulgando o blog.

Obrigada, Polidoro Júnior e aos amigos do Clube da Bola pelo convite e a oportunidade de mostrar o trabalho.

Confira como foi!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Fernandes é convidado especial de festa de 15 anos

Em 2002, Débora Fernandes Vandresen completou 15 anos e fez sua festa na Associação Catarinense de Medicina (ACM).

Fernandes estava há 3 anos no clube e a admiração da adolescente pelo jogador já era grande, por isso ele foi o convidado especial dela.

- Eu sempre admirei o bom futebol e o espírito de liderança que ele sempre apresentou na equipe do Figueirense – explica Débora.

Foto: Arquivo pessoal

A ida do ídolo na festa foi surpresa. Os pais da jovem foram até o Figueirense e eles organizaram tudo.

Ela relembra que, tímido, ele falou que estava feliz em ter sido convidado e que era uma honra.

Foto: Arquivo pessoal
Hoje, com 26 anos, Débora admite que não acompanha mais assiduamente o ídolo, mas ficou indignada com a saída dele do clube:

- Eu achei um absurdo a saída do Fernandes do Figueirense, principalmente porque ele sempre se dedicou muito e está quase parando de jogar, ou seja, poderia ter terminado sua carreira no time – afirma.

Confira mais fotos de Fernandes na festa:







Fotos: Arquivo pessoal

"Maior ídolo do clube" (Eduardo Antônio de Souza)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

Eduardo Antônio de Souza encaminhou essa foto que foi batida no dia da Despedida dos Ídolos, no Kretzer Soccer Indoor.

Foto: Arquivo pessoal/ Eduardo
Encaminhe também a sua foto ou conte sobre o seu momento com o ídolo. Mande e-mail para blogfernan10@gmail.com, com seu nome completo, idade, onde foi a foto (ou o momento do encontro) e, se quiser, uma legenda.

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado, Lucas Barsch e Claudia Schwinden já deixaram registrada a sua foto, confira! Lembrando que, se você não é torcedor do Figueirense, mas admira o profissional Fernandes, pode encaminhar também.

PARTICIPE!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Idas e vindas de Fernandes no Figueirense

Fernandes chegou ao Figueirense, em 1999, para mostrar o seu talento. Ele já estava sendo visto por outros clubes, mas o Alvinegro fez um contrato com o empresário do jogador de três meses. Fernandes disputou o Campeonato Catarinense, e após a competição, foi sondado por Joinville, Criciúma e quase foi parar no maior rival, o Avaí, mas acabou ficando para a disputa da Série C, com excelentes partidas.

Em 2002, com o Figueirense na Série A, houve uma proposta muito boa para o clube e Fernandes foi para o Palmeiras, em São Paulo, no comando de Wanderlei Luxemburgo, porém atuou apenas seis meses, pois o técnico foi mandado embora e com eles os jogadores que ele contratou, e assim, o meia pode disputar a Série A.
 

Em 2003, Fernandes transferiu-se para o futebol sul-coreano, defendendo o Jeonbuk Hyundai Motors, onde teve grandes atuações, sendo elogiado e sondado por outros clubes, conquistando a Copa da Coréia do Sul e a Supercopa da Coréia do Sul.

Fernandes no Jeonbuk Hyundai Motors
Foto: Arquivo pessoa/Fernandes


Na Coreia do Sul, Fernandes viveu um momento diferente na vida pessoal, o casamento com Sarah.
     

Fernandes com a esposa Sarah.
Foto: Arquivo pessoal/Fernandes
Com mais experiência, o ídolo alvinegro retorna para o Figueira em 2004, no Campeonato Catarinense, no Campeonato Brasileiro e na Copa Sul-Americana. No mesmo ano, Fernandes foi para futebol árabe, defender o Al-Shabab, para ele uma experiência totalmente diferente da Coreia do Sul. Em 2005, Fernandes retorna ao Figueira e, desde então, não saiu mais do clube.
 

Mesmo recebendo propostas de outros times, o meia nunca pensou em largar o clube, não se vê longe do Scarpelli.
 

Mas, esse momento chegou. Depois de 13 anos vestindo a camisa alvinegra, Fernandes não é mais jogador do Figueirense e seu futuro será no interior paulista.

Confira no mapa os clubes em que Fernandes atuou:

Gols em cada clube que atuou: 
Santos – 2 gols
Portuguesa Santista – 1 gol
Palmeiras – 1 gol
Jeonbuk Hyundai Motors – 2 gols
Al-Shabab – 10 gols
Figueirense – 108 gols

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Fotos do jogo de Despedida do Fernandes e Wilson

No dia 29 de novembro, o site Meu Figueira organizou um Jogo de Despedida para os Ídolos.

Confira as fotos desse momento marcante para todos os alvinegros. Se você tem alguma foto desse dia, mande para blogfernan10@gmail.com.





Fotos batidas pelo Diego Simão (Blog do Tainha) e por mim.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

“Fernandes, quero 101 autógrafos” (Claudia Schwinden)

Você tem alguma foto com o ídolo Fernandes ou já viveu algum momento com ele que o marcou e gostaria de registrar aqui no blog?

A alvinegra Claudia Schwinden, da Palhoça, encaminhou essas fotos que foram batidas na cerimônia de homenagem ao gol número 100 que Fernandes fez no dia 20 de janeiro de 2011.

Foto: Claudia Schwinden/Arquivo pessoal
Ela mandou o texto junto com a foto: “Eu e minhas irmãs, Claudete e Claudione, saímos como umas loucas de casa. Quando o vi tremi de emoção, quando chegou nossa vez, falei pra ele: ‘Fernandes, quero 101 autógrafos’. Tenho guardado esse autógrafo como uma lembrança pra sempre de quem tive o orgulho de gritar, chorar com seus gol no Scarpelli e fora dele”.

Fotos: Claudia Schwinden/Arquivo pessoal
Encaminhe também a sua foto ou conte sobre o seu momento com o ídolo. Mande e-mail para blogfernan10@gmail.com, com seu nome completo, idade, onde foi a foto (ou o momento do encontro) e, se quiser, uma legenda.

Os alvinegros Thiago Duarte, Matheus Machado Corrêa, Ernesto Damerau Bianchin, Keise Machado e Lucas Barsch já deixaram registrada a sua foto, confira! Lembrando que, se você não é torcedor do Figueirense, mas admira o profissional Fernandes, pode encaminhar também.

PARTICIPE!

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Albeneir comenta saída de Fernandes do Figueirense

Foto: Mariáh Rila
O ex-atacante Albeneir Marques Pereira, também um dos maiores ídolos da história do Figueirense (marcou 93 gols pelo clube) esteve na despedida de Wilson e Fernandes.

Para o ex-jogador, tanto Fernandes quanto Wilson mereciam algo mais.

— Essa homenagem é merecida, mas na minha opinião mereciam muito mais. Eles são ídolos do clube e as coisas deviam ser melhores elaboradas para não ter essa repercussão na torcida.

Albeneir ainda revela que ficou triste pela situação de Fernandes. Os dois se tornaram amigos durante os 13 anos que o meia atuou pelo Figueirense.

— É o maior artilheiro da história e as pessoas têm que ter mais carinho. Essa semana recebi uma ligação do pessoal do Grêmio para ser homenageado na despedida do Olímpico. O Figueirense poderia ter feito algo melhor. A despedida tinha quer ser no estádio que ele atuou - completou.

Jogo de despedida de Fernandes e Wilson emociona os ídolos e a torcida

Em uma noite marcada por show de bola, gols dos ídolos, emoções e homenagens, a torcida alvinegra lotou o Kretzer Futebol Indoor, em São José, na Grande Florianópolis.

Foto: Mariáh Rila
Quando entrou em campo, Fernandes foi recebido pela torcida com o grito: “Olelê, olalá, o Fernandes vem aí e o bicho vai pegar”.

 

A bola rolou e o primeiro chute foi do, também ídolo alvinegro, Albeneir. Muita descontração e brincadeiras fizeram parte da partida. Wilson, craque em defender, não perdoou o goleiro adversário, e,  logo no primeiro lance, marcou um golaço. Fernandes respondeu de imediato e fez de longe um gol de bola rasteira.
 
Foto: Flávio Neves/Diário Catarinense

Foto: Mariáh Rila
Após o jogo, os ídolos foram homenageados pela COFES, com uma placa, e pelo Meu Figueira, com um quadro.

Fotos: Dani Walzburiech
Com os olhos cheios d’água, Fernan10 agradeceu, mais uma vez, todo o apoio e carinho que sempre recebeu da torcida, e prometeu voltar.

— É uma noite de muita alegria. Vou sentir muitas saudades desta grande torcida. Faltam palavras para dizer o quanto eu amo esse clube. Eu espero voltar e agradecer vocês de novo — falou.

Foto: Dani Walziburiech

Torcedores, apoiadores, colaboradores e organizadores do evento puderam jogar com os ídolos
Foto: Renan Ledoux/Meu Figueira
Foram 1.010 alvinegros que se inscreveram para concorrer a uma vaga em campo. Seis deles junto com outros torcedores envolvidos na organização e mobilização do evento, puderam realizar o sonho de jogar ao lado dos ídolos que sempre viu das arquibancadas.

Parabéns ao site Meu Figueira, AV Assessoria de Imprensa, garotos da Pelada de Segunda (PDS), COFES e demais colaboradores, organizadores e apoiadores pela bela iniciativa. Com certeza é um dia que não sairá da memória dos torcedores!

DESPEDIDA DOS ÍDOLOS é hoje!!!!

O site Meu Figueira está promovendo um jogo de despedida para nossos maiores ídolos: Fernandes e Wilson.


A partida será nesta quinta-feira (29), às 19h30, no Kretzer Soccer Indoor. A entrada é franca e será permitida a entrada até lotar o espaço em volta do campo. Serão 2 partidas de 30 minutos.

Para ajudar os garotos da Pelada de Segunda (PDS), que estão com a campanha, “Procuram-se Brinquedos", você pode doar brinquedos - em boas condições.

Para mais informações, clique aqui.


terça-feira, 27 de novembro de 2012

Futuro de Fernandes será no interior de São Paulo

Durante coletiva realizada nesta terça-feira (27), Fernandes divulgou que já tem um pré-contrato assinado por cinco meses com o RedBull, um time do interior de São Paulo.

Foto: Carlos Amorim
Já que o clube não ofereceu nenhuma alternativa para o ídolo continuar jogando pelo Figueirense e a única porta aberta foi a opção de se aposentar e se tornar assistente técnico do clube, o futuro do meia será em São Paulo.

O gerente de Futebol do clube Red Bull Brasil, Carlos (Carlito) Arini, esteve em Florianópolis nesta terça e ofereceu para Fernandes um contrato de cinco meses para ele ajudar o time a subir para a primeira divisão do futebol paulista. No comando da equipe está o atual técnico campeão catarinense, Hemerson Maria, que Fernandes conheceu no Figueirense.

 

Ainda durante a entrevista coletiva, o ídolo alvinegro disse que ficou chateado com o Figueirense ao ler no site oficial do time que o Figueirense tinha feito a parte dele, o jogador quem não quis ficar no clube. O sentimento que o atleta teve foi que estavam tentando colocar a torcida contra ele. Entre outras coisas que você pode conferir no vídeo que chateou o atleta nesses últimos dias.

Em coletiva, Fernandes e Wilson esclarecem sobre saída do Figueirense

No início da tarde desta terça-feira (27), a AV Assessoria de Imprensa promoveu uma coletiva com os jogadores Fernandes e Wilson, no Majestic Palace Hotel , para esclarecer algumas dúvidas sobre a saída dos atletas do Figueirense Futebol Clube.

Foto: Carlos Amorim
Fernandes foi o primeiro a se pronunciar. Ele afirmou que não gostaria de estar ali nesse momento, pois seu objetivo era continuar vestindo a camisa alvinegra. O jogador foi convidado por Wilson, que já tinha marcado essa coletiva, para expor algumas coisas que não ficaram claras sobre o fim – ou o “até breve” – dos 13 anos no clube. O meia ainda afirmou que já faz uns dois anos que estava se sentindo “cozinhado” por alguns dentro da diretoria.

 

Tanto Fernandes quanto Wilson se emocionaram muito no início da coletiva. Após os ídolos falarem, foi aberto o momento para perguntas da imprensa. Quando perguntado sobre essas lágrimas que caiam do rosto deles, se era pela história, pelo clube ou pelo torcedor, Fernandes explica que é um pouco de cada e principalmente pelas fofocas que estão saindo, por tentarem colocar ele contra a torcida e pelos rumores que surgiram no último domingo, que ele tinha pedido R$ 150.000 para jogar contra o Grêmio.

 

O ídolo também explicou sobre o cargo que recebeu para trabalhar dentro do clube e o porque não aceitou. Ele aceita a decisão do clube.

 

 Para Fernandes, todos os momentos foram muito marcantes no Figueirense, inclusive os títulos que conquistou com o clube, os acessos para a série A e o carinho que sempre recebeu da torcida apaixonada.

 

O meia afirma que valeu a pena tudo que aconteceu nesses anos todos, que vai continuar jogando e que ele não está se despedindo do Figueira, é apenas um “até breve”.

 

Durante toda a coletiva Fernandes deixava claro que um dia voltaria para clube. Se não jogando, o sonho dele é trabalhar dentro do clube sim, mas não com essa diretoria. Ele pensa em melhorar a estrutura do CFT e trabalhar os meninos da base.

 

Wilson demonstrou sua admiração pelo Fernandes e afirma que ele é realmente um ídolo, um exemplo para todos.

 

Foto: Carlos Amorim

Fernandes fala da sua relação com Marcos Moura Teixeira. O meia afirma que sempre o respeitou mesmo sabendo que Marcos Moura não gostava dele.

 

 Após a coletiva, alguns torcedores prestaram homenagem aos ídolos. E eles se emocionaram ainda mais. A pequena Heloísa Pauli Junckes, de 11 anos, leu uma mensagem para ambos.

 

 Ela e a família dela entregaram para ambos uma cesta com alguns presentes.

Fernandes, Marilene Pauli Junckes, Walcir Junckes,
Heloísa Pauli Junckes, Wilson, Lurdes Maria Pauli Junckes e Ana Valquiria Pauli Junckes.
Foto: Carlos Amorim
Foto: Mariáh Rila
A presidente da Torcida Elas Alvinegra, Rô, também homenageou os atletas. Ela entregou uma placa para cada um.

 
Fotos: Carlos Amorim
E as homenagens não pararam por aí. A torcedora Nadia pediu a palavra para pedir desculpas em nome do clube e agradecer por tudo que eles fizeram pelo Figueirense.

 

 E para encerrar, o jornalista e radialista Polidoro Júnior entregou para os jogadores o livro de sua autoria: “Futebol, O Jogo da Memória: Um Estádio no Coração da Cidade”.



Foto: Carlos Amorim

Blog chega a 5 mil visualizações

Hoje (27) o blog alcançou a marca das 5 mil visualizações!

Obrigada a todos que acompanham e ajudam a construir esse espaço que também é para você, torcedor e admirador do MAIOR ARTILHEIRO DO FIGUEIRENSE.


Isso mostra que o objetivo deste trabalho está sendo alcançado, transmitir essa trajetória de 13 anos por meio de informações históricas e multimídia (áudio, vídeo, texto, imagem) e ter a interatividade com os torcedores.

Continue acompanhando, comentando e divulgando.

Siga no Twitter @blogfernan10 e curta a página no Facebook http://www.facebook.com/BlogFernandes10.